atendimento   |   humanização   |  números do hu   |  


Atendimento

O Hospital Universitário presta assistência nas áreas de ginecologia, obstetrícia e pediatria para o Sistema Único de Saúde (SUS), clientes particulares e conveniados.

Para atendimento, basta apresentar na recepção documento de identificação. Para gestantes, recomenda-se também trazer a carteirinha do pré-natal. Usuário de plano de saúde devem estar com a carteirinha do convênio.

VISITAS
Todo paciente internado tem direito de ser visitado, desde que não haja restrições.
É obrigatória a apresentação de identificação com foto a todos os visitantes e acompanhantes.

Particular e convênio: 8h às 21h30 (2 visitantes por vez)
Clínica cirúrgica: 13h às 21h (1 visitante por vez)
Maternidade: 13h às 21h (1 visitante por vez)
Pediatria: 13h às 21h (1 visitante por vez)
Alojamento tardio: 14h às 17h (2 visitantes - 1X1)
UTI Neonatal e Semi-neonatal: os pais tem acesso livre a unidade, podendo visitar e permanecer com os seus filhos o tempo que desejarem, salvo durante procedimentos, passagem de plantão e visita médica. Visitas de outros familiares somente às quartas-feiras, das 15h às 15h30 (2 visitantes – revezamento 1X1).
UTI Infantil: 19h30 às 20h (2 visitantes – revezamento 1X1)
UTI Adulto: 14h às 14h30 (2 visitantes – revezamento 1X1)

INTERNAÇÕES –Para internação, é necessário apresentar os seguintes documentos: carteira de identidade e CPF. Para pacientes provenientes de convênios, é necessário apresentar a carteira do convênio. Em casos de cirurgias e procedimentos eletivos previamente agendados, apresentar a guia de Autorização de Internação Hospitalar (AIH).

Todo paciente deve ter um responsável por sua internação, que deverá fornecer todas as informações solicitadas e assinar os termos necessários para internação.

EXAMES – No Hospital Universitário, todo recém nascido é submetido aos exames do pezinho, orelhinha e olhinho gratuitamente.

Teste do Pezinho – Através de um furinho no calcanhar do bebê, são coletas algumas gotas de sangue. A partir da análise deste material, é possível detectar precocemente doenças metabólicas genéticas e infecciosas que poderão causar alterações no desenvolvimento do bebê.

Teste da Orelhinha – Nesta área, o HU, em parceria com a Prefeitura de Jundiaí e ATEAL (Associação Terapêutica de Estimulação Auditiva e Linguagem), mantém um trabalho diferenciado. Além do exame básico, Emissões Otoacústicas, o HU aplica um exame complementar, chamado PEATE (Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico), em todos os casos em que o primeiro teste não é conclusivo ou apresenta alteração. Quando é apontada deficiência auditiva, o bebê é encaminhado à ATEAL onde terá todo o tratamento para desenvolver normalmente sua comunicação, inclusive com colocação de aparelhos auditivos, se necessário.

Teste do Olhinho – É um exame simples, realizado pelo pediatra através de uma aparelho que emite luz e produz uma cor avermelhada e contínua nos olhos. Com este exame é possível detectar precocemente tumores e catarata

Teste de Coraçãozinho – Teste do coraçãozinho ou oximetria de pulso: exame realizado pelo pediatra auxilia no diagnóstico precoce da cardiopatia congênita. O teste não invasivo é realizado na mão direita e em um dos pés (direito ou esquerdo) do bebê, entre 24h e 48h do nascimento, para medir a oximetria, que aponta a concentração de oxigênio no sangue.

CERTIDÃO DE NASCIMENTO – Devido parceria com os cartórios de Registro Civil de Jundiaí, os recém nascidos do HU podem sair da maternidade já com Certidão de Nascimento. É um serviço gratuito e os pais precisam apresentar Certidão de Casamento, ou, no caso de pais solteiros, documento de identificação.

VACINA – Ainda no Centro Obstétrico é aplicado no bebê a primeira dose da vacina contra Hepatite B (VHB).

 
 
 

Nova pagina 1